quarta-feira, 16 de março de 2011

Duas Fotografias. Um Momento Marcante em Minha Vida.

Escrevi este post ao som do ótimo Collapse into now, o mais novo disco do R.E.M.
Quando eu criei o On The Rocks há três anos atrás, não imaginava a proporção que este alcançaria ao longo dos anos. Com um pequeno número de leitores, fui indicando minhas preferências musicais e literárias - minhas paixões - e ao mesmo tempo que ia dando estas dicas e contando momentos de minha vida, fui formando um séquito de fieis seguidores; leitores que foram se aproximando cada vez mais com seus comentários e convites para amizade no Orkut, sala de bate papo do MSN e Facebook. Twitter até.
Nunca me decepcionei com nenhum deles. Até arrumei umas, poucas, namoradas por aqui e fãs de várias partes do país.
Das amizades virtuais que viraram reais, lembro-me muito bem da Tatiana Coutinho (esqueci agora o nome do extinto blog dela), Cintia Liana do Fina Presença, Gabriel do A post a week e Luís Capucho do Blog Azul. Já no finalzinho do ano passado, foi a vez de conhecer Karla Karr, um amor de pessoa, do blog O Ser Cativo.
Seres que vieram somar na minha trajetória de vida. Adoro todos vocês. É de coração, tá?
Faltam muitos para o On The Rocks conhecer pessoalmente. Espero poder conhecer todos antes que eu desista de escrever aqui.
Saio de férias em maio e pretendo conhecer uma boa parte desses amigos (as) virtuais que sinto que virão para somar.
Visitarei minha mãe que mora em Camboriu, litoral de Santa Catarina. Antes, quero ir ao Rio de Janeiro e Niterói. Depois, passar por São Paulo e Belo Horizonte. Chapecó, talvez. Infelizmente, não vou poder ir a Manaus - gostaria muito -, Recife, Teresina, Brasília e Londrina.
Estou fazendo o possível para que a grana dê para eu poder realizar este sonho.
Respirando fundo agora. Na segunda-feira passada, eu fui conhecer a cantora, escritora, atriz e blogueira - e agora minha amiga real -, Mônica Montone.
Antes de sair de casa, dei uma talagada no conhaque, pois estava um pouco tenso e precisava relaxar.
Conheci a Mônica virtualmente logo no começo do On The Rocks. Não foram poucos comentários trocados em nossos blogs e scraps no Orkut. Recentemente, trocamos figurinhas também no Facebook.
Fiz um post dedicado a ela quando recebi autografado no conforto do meu lar, seu primeiro rebento fonográfico. Por sinal, um belo disco, Mônica. Suas canções são fofas, assim como você.
Depois da talagada, segui rumo ao Cinema Glauber Rocha. Antes de subir as escadas do espaço, bebi uma cerva gelada do isopor de um velhinho que estava em frente ao cinema vendendo pipoca.
Encontrei-me com minha amiga Fernanda na porta. Conversamos um pouco e, finalmente, fui de encontro à Mônica.
O show havia começado. Entrei de mansinho e fiquei próximo do palco. Ela não me notou - acho.
Com um vestidinho preto de bolinhas brancas e um lacinho vermelho na cintura, esta gatíssima encantou a todos cantando e recitando seus poemas.
Carismática e talentosa, me encantei de cara com a luz que ela irradiava do palquinho.
Os meninos da Chip Trio foram a banda de apoio, ao lado do Claufe Rodrigues, que recitou suas próprias poesias e tocou violão.
Após uns quarenta minutos, o show acabou - sim, foi um pocket. Os convidados foram cumprimentá-la, e em seguida, foi minha vez.
Ela estava de costas e quando a toquei na cintura ela virou, então eu disse: "Mônica!", e ela, com um enorme sorriso em seu belo rostinho disse: "Tarcísio!". Foi lindo.
, foi uma emoção só. Nos abraçamos, e naquele intstante, senti toda a emoção das nossas trocas de comentários, scraps e e-mails. Pouco menos de um minuto foi o tempo suficiente para sentir toda a límpida e positiva energia que emana dessa menina com narizinho arrebitado e cara de sapeca.
Foi uma sensação maravilhosa. Conversamos um pouco e nos despedimos com mais um abraço apertado. Ela me convidou para um choppinho, mas não pude acompanhá-la, pois tinha um compromisso e não podia faltar.
Depois fiquei sabendo que a saideira foi no Líder, meu boteco preferido. Então pensei: "Será que ela sabe que eu bato ponto lá?".
Mônica, foi maravilhoso te conhecer. Em maio a gente brinda, ok? Até a próxima.
(Eu e Mônica. Salvador, 2011).
Postar um comentário